top of page
Escrivaninha

Informação completa

Buscar

PROPOSTA DA PREFEITURA NÃO PAGA PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO, NEM SALÁRIO MINIMO AOS NÃO DOCENTES

INFORME DO SINTEPP BELÉM SOBRE REUNIÃO COM PREFEITURA EM 20/01.

O Sintepp Belém participou nesta sexta feira (20/01) com o Fórum de Lutas de Entidades Municipais de reunião com representantes da prefeitura de Belém para discutir reajuste salarial.

Diante da Pauta Geral a posição do governo foi a seguinte:

-Acrescentar no vencimento de janeiro o percentual de 5,79%, que corresponde a inflação de 2022 para quem está recebendo abaixo do salário mínimo nacional. O vencimento sai de R$ 952,34 para R$ 1.007,48.

- Permanece a forma de pagamento dos abonos.

-Para os servidores com plano de carreira, será feito realinhamento de 5,79% nas faixas salariais, para corrigir as aproximações entre uma faixa e outra (letras) também na folha de janeiro. Se houver algum problema de acréscimo nessa folha, o acréscimo será pago com retroativo; (exceção professores).

- Os professores/Semec terão reposição de 18% no vencimento base em janeiro.

-Considerando que a data base dos servidores é no mês de maio, o governo se comprometeu em sentar para avaliar nova proposta de reajuste.

-Também fica para maio a posição de reajuste no vale alimentação;

-O governo vai avaliar a proposta apresentada pelas entidades de não suspender o vale alimentação do servidor nas licenças saúde que ultrapassam o período de 3 meses.

-As mesas específicas serão agendadas no período entre fevereiro e março.

VEJA IMAGENS DO ATO EM FRENTE A NIED (20/01)


Avaliação do Sintepp Belém

A coordenadora geral do Sintepp Belém professora Silvia Letícia da Luz avalia que "o governo erra em não garantir o valor do salário mínimo de 2023 aos servidores que ganham um vencimento de R$ 952,34. O governo segue pagando o salário abaixo do valor do mínimo nacional e isso é vergonhoso".

Sobre o piso salarial do magistério levantamos a preocupação sobre a posição do governo em querer integralizar só em 2024. Em 2023 o valor do Piso Nacional é de R$ 4.420,55. "Ao não integralizar o piso o governo acumula só em 2023 um débito de R$ 1.519,90 com o reajuste apenas de R$ 442,47 (18% em cima dos atuais 2.458,18) elevando o vencimento base dos professores de 200h para R$ 2.900,64. Com a CH de 240h os professores chegarão a R$ 3.480,78 no vencimento".

Durante o ato realizado na frente do NIED ficou definido ASSEMBLEIA GERAL DA EDUCAÇÃO NO DIA 25/01 ÀS 9H NO AUDITÓRIO DO HOTEL IPÊ EM SÃO BRÁS.

Parabenizamos os trabalhadores e trabalhadoras que participaram do ato de hoje, em especial os administrativos e de serviços gerais. Também as professoras e professores que exigiram o pagamento do piso salarial na jornada pedagógica da Semec. Com a mobilização e unificação de nossa luta vamos assegurar a valorização da educação Belém.

Coordenação do Sintepp Belém


RECEBA NOSSOS BOLETINS INFORMATIVOS. CADASTRE-SE NO LINK

BAIXE NA PLAYSTORE A RADIO DO SINTEPP BELÉM


DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO E SUGESTÕES

2.253 visualizações2 comentários

2 Comments


Guest
Jan 23, 2023

Enquanto o prefeito de Belém faz festa na presidente Vargas esquece de comprar a merenda escolar e de reajustar o salário mínimo dos auxiliares administrativo e operacionais da prefeitura de Belém. Isto é um vergonha. Boa tarde Bom trabalho.

Like

Guest
Jan 21, 2023

Muito bem! Vamos à luta por dignidade e o cumprimento de promessas eleitorais e compromissos com a classe trabalhador! Sem recuo!

Like
bottom of page